Prof. Dr. Evanivaldo C. Silva Júnior
Coordenador da coluna FATECNOLOGIA
evanivaldo.jr@fatec.sp.gov.br

 

Profª. Me. Selma Marques da Silva Fávaro
Revisora
selma.favaro@fatec.sp.gov.br

 

Estamos sendo vigiados todo o tempo, sejam pelas câmeras da rua de um grande centro, do estabelecimento, da residência, seja pelo GPS do seu celular ou pelo site que você navega, enfim, temos nossa privacidade invadida em troca de segurança. Entretanto, conhecemos como esses recursos são utilizados?

Em alguns casos, um exemplo simples e prático é o do governo russo, que fechou um acordo de troca de informações com o governo sírio para auxiliar no combate ao ISIS (Estado Islâmico). Com estas e outras informações obtidas por eles, as ofensivas russas mostraram-se capazes de coordenar bombardeios precisos e eficazes via satélite, de uma base remota terrestre ou marítima. Ainda, através do uso de drones ou outros meios eletrônicos para patrulhas de terreno e reconhecimento espacial, evitava-se que seus soldados fossem feridos.

Antigamente, além de serem impossíveis ataques tão precisos, os cálculos eram feitos à mão e de forma demorada; com o avanço da tecnologia, os mesmos cálculos são feitos através de um computador e em poucos minutos já é possível ter um ataque pronto. Mas isto tudo, no entanto, gera um problema maior: quem está vigiando os vigilantes? Como é possível garantir que estes dados serão usados somente em nosso benefício? Serão eles mantidos em segurança?

Abrimos nossa casa para a instalação das câmeras segurança; para o cofre; digitamos nossa senha no sistema bancário, físico e online; digitamos a senha do nosso cartão de crédito e cremos que “alguém” os vigia por nós. Mas quem o vigia?

Infelizmente, torno a dizer: nossa privacidade é invadida em troca de uma segurança que, muitas vezes, não sabemos o que ela realmente vai nos proporcionar.

Juliano Cesar dos Santos Braz
(Aluno de Sistemas para Internet da Fatec Jales)
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.